De Curitiba ao Uruguai

Coloque aqui a história, dicas de sua aventura para todos nós.

De Curitiba ao Uruguai

Mensagempor Nakatu » 14 Mar 2019, 11:49

Bom dia nobres amigos das duas rodas!

Demorei mas finalmente resolvi fazer um breve relato sobre minha viagem ao Uruguai realizada de 15/02/19 a 24/02/19. Espero que a forma que eu resolvi relatar seja prática e útil para os amigos que estão pensando em ir visitar nosso vizinho Azul Celeste.
Imagem

Antes de mais nada, não quero que pensem que o roteiro, os hotéis, o tempo que ficamos em cada lugar, km's rodados por dia ou qualquer outra coisa fossem os ideais e que eu aconselho que sigam isso à risca. Apenas selecionamos isso de acordo com nosso tempo, nosso dinheiro, nossas motos (eu fui com a G650 GS com minha namorada e outro casal de amigos foi de Honda CBR650F), nossa disposição e principalmente nosso gosto. Sendo assim, será um prazer discutir com vocês os pontos que achei positivos e os pontos negativos da nossa viagem como um todo.
Já deixo aqui, para quem não quiser ler tudo ou se interessar por ainda mais, sigam meu perfil no instagram que sempre posto dicas e fotos lá @casal650 e também fiquem a vontade para me adicionar no face Jean Nakatu (a foto do perfil sou eu de jaqueta azul na neve haha) para assistir o video dessa viagem e de outras que lá estão postados somente para meus amigos.

Bom, vamos ao que interessa!

Roteiro:
Dia 1:
Curitiba Saida programada para 6h
Passo Fundo (580 km 8h) - chegada 16h
Dia2:
Passo Fundo Saida programada para 7h
Santana do Livramento/Rivera (519 km 6h30) - chegada 16h
Dia3:
Santana do Livramento/Rivera Saida programada para 7h
Colonia del Sacramento (523 km 6h40) - chegada 16h
Dia4:
Colonia del Sacramento Saida programada para 9h
Montevideo (184 km 2h20) - chegada 12h
Dia5:
Montevideo (somente deslocamento urbano para conhecer a capital uruguaia)
Dia6:
Montevideo - Saida programada para 6h
Piriápolis (100 km 1h32) - (Cerro San Antonio) chegada 7:30, saida 8:30 (já abortamos porque saimos atrasados de Montevideo para aproveitar o café da manhã do hotel).
A partir daqui a ideia era seguir com esse roteiro:
Punta del este (+45 km 40min) - Casa Pueblo, Punta Ballena, farol, as sereias, Los dedos chegada 9:10, saida 11:30
La Barra (+9 km 15min) - Puente de La Barra chegada 11:45, saida 12:00
Jose Ignacio (+27 km 30min) - Farol chegada 12:30, saida 12:50 (aqui tem que ter folga no horario, por conta do onibus pra cabo polonio)
Cabo Polonio (+113 km 1h40) - Jardineira (30min ida +30min volta - praia e farol) chegada 15:00, saida 18:00 (+30 min de bus... sai de moto 19h)
La Coronilla (+75 km 1h10 - trecho noturno ) - chegada 20:10
Mas tivemos contratempos e precisamos seguir para o plano B, então o que realmente aconteceu foi que chegamos em Punta já atrasados. Estava muito mais quente do que imaginamos e o calor estava judiando demais. Sendo assim, as paradas ficaram mais frequentes e mais longas e nossa programação para o dia se perdeu.
Sendo assim, curtimos Punta del Este um pouco e seguimos direto para a Fortaleza Santa Teresa. Chegamos lá exatamente as 18h (horário que eles fazem um tiro de canhão todos os dias). Assistimos o pôr do sol de lá e seguimos para o último "hotel" tem La Coronilla, bem próximo da fronteira como Chuí.
Dia7:
La Coronilla Saida programada para 7h
Porto Alegre (542 km 6h30) - chegada 16:00, saida 21:00
Cavalhada (+11 km) - chegada 21h15
Dia8:
Cavalhada Saida programada para 7h (tem margem para 8h)
Governador Celso Ramos (500 km 5h50) - chegada 16h
Dia9:
Governador Celso Ramos Saida programada para 14h
Curitiba (282 km 4h) chegada 18h


Hotéis/Airbnb
Usamos sempre o booking, com exceção dos dois últimos dias que pegamos airbnb
15 a 16/02
Passo Fundo
Motel Paradiso
16 a 17/02
Santana do Livramento
Pousada La Vivienda
17 a 18/02
Colonia del Sacramento
Apartamento Familiar Marta
18 a 20/02
Montevideo
Hotel Alvear 3 estrelas
20 a 21/02
La Coronilla
La Coronilla (nome da pousada, que na verdade é uma casa bem simples, alugada diretamente pelos donos, que moram no mesmo terreno em outra casa)
21 a 22/02 Cavalhada
Airbnb
22 a 23/2
Governador Celso Ramos
Airbnb

Gastos
Não vou pontuar tudo aqui, acho que não vem ao caso, mas para a galera que tem dúvida sobre os custos, eu diria que em uma conta bem arredondadinha você não vai fugir muito do 1 real por km rodado.
Obviamente que tudo depende do padrão de hotel e restaurante que você vai escolher, mas na média dá pra calcular nisso aí.
Esse valor é por moto, eu fui com garupa e nossos gastos ficaram até um pouco abaixo disso.

Comentários gerais
As estradas pelo interior do Uruguai e mesmo do Brasil são, via de regra, simples porém boas (no Brasil não são tão boas, é preciso um pouco de atenção. No Uruguai são melhores e moto não paga pedágio lá).
Pegamos muita chuva o primeiro dia inteirinho, mas foi o único dia molhado da viagem, dali para frente só céu azul. Descobrimos inclusive o porquê chamam o Uruguai de Azul Celeste hahaha
Nosso foco não foi parar em pontos turísticos brasileiros no meio do caminho, afinal nosso tempo não era tão longo quanto gostaríamos e o foco era URUGUAI. Porém, mesmo lá, tivemos que deixar de lado alguns pontos que gostaríamos de visitar.
Imagem
A programação no geral foi seguida à risca e, modéstia a parte, foi bem feita porque os horários sempre bateram hahaha Com exceção de um dia que já citei ali, mas que sabíamos que estaria BEM apertado aquele dia, tanto que já tínhamos o plano B engatilhado :lol:
Pois então, chegando no Uruguai por Rivera tínhamos que cruzar a fronteira, um momento que alguns motociclistas ficam meio apreensivos.
Por Rivera, a imigração fica ali no shopping Siñeriz (atrás do shopping, tem placas). As aduanas brasileira e uruguaia são integradas ali, o que facilita. Demos saída do Brasil em um guichê e já na sequência entrada no Uruguai no guichê ao lado.
Foi bem simples, tranquilo e rápido. Cruzamos num domingo de manhã e o movimento era ZERO. Pediram apenas nossos passaportes (ou identidade, desde que não seja antiga, é aceita) e perguntaram as placas das motos. Não pediram a tal carta verde, mas nós tínhamos e estava tudo certinho (pagamos 75 reais por moto para 5 dias, pela Porto Seguro. Se você tem seguro total na sua moto, talvez a carta verde seja grátis, confira com seu corretor).
Sobre a moto estar financiada, não tem problema nenhum. Pode estar alienada, mas se estiver com documento em seu nome não tem problema nenhum, podem ir tranquilos. Se estiver em nome de outra pessoa, aí é preciso uma autorização (vale o mesmo para se estiver em nome de sua empresa ou empresa alheia).
Imagem
Outra dúvida que a galera as vezes tem é sobre o uso do colete refletivo. Ouvi relatos que ninguém cobra, ouvi relatos de gente que teve problemas por não estar usando, então pelo sim ou pelo não, nossas garupas estavam usando (em todo lugar eu vi que se tivesse com garupa, só ela precisaria estar com o colete). O fato é: em diversas cidades eu vi os Uruguaios andando sempre com o colete, então sempre andamos com os nossos, pois não atrapalha, é um item que ajuda na visibilidade e é barato... enfim, não custa nada comprar, levar e usar. Mas, por outro lado, por diversas vezes vimos 4 pessoas andando NA MESMA moto e todos sem capacete, então fica a dúvida sobre a aplicação da lei. De qualquer maneira, como estrangeiro é sempre bom evitar problemas com a polícia local. Nós optamos por usar.
Pegamos muitas retas que chegavam a dar sono as vezes e passamos mais de 200km sem absolutamente nada na estrada. Nenhum posto, nenhuma loja, nenhuma casinha. Nada.
Imagem
obs.: a imagem foi planejada kkkk
A velocidade nessa região era de 90km/h, mas confesso que a gente não obedeceu muito essa sinalização. Dizem que se for pego por excesso de velocidade lá é pepino dos grandes, mas não tivemos esse azar.
Devido às condições de boas estradas, retas infinitas, peso da moto com garupa + bagagens, muito vento contra e velocidade um pouco mais elevada, o consumo das motos algumas vezes chegou a assustar (principalmente pela distância entre um posto de gasolina e outro). A minha chegou a fazer menos de 18km/l, o que para a minha moto na estrada foi um absurdo, pois estávamos acostumados com um consumo médio de 24km/l, mesmo com o mesmo peso na moto.
Imagem
Aqui já tinha rodado 66,2km na reserva. Tivemos que tirar a mão para garantir que chegaríamos num posto.
Já que estamos falando em consumo: preço do combustível. Um absurdo. Em Curitiba estávamos pagando 3,89 o litro. Sabíamos que pro sul do Brasil e principalmente no Uruguai seria mais caro, mas nos assustamos na primeira abastecida no vizinho. A primeira coisa que assusta é o número que aparece na bomba... mais de 800 pesos para encher o tanque da G. Como eu tinha levado também dólares que sobraram de outra viagem, resolvi pagar em dólar. Na conversão deles ficou 24 dólares o tanque, o que na época deu mais de 90 reais um tanque! Vale lembrar que o troco é sempre em pesos, independente da moeda que você pague.
Quando fomos os preços eram os mesmos no país todo. A gasolina mais barata custava mais de 57 pesos o litro. Pagamos, na melhor cotação da época, 8,5 o peso, o que da mais de R$6,80 o litro.
Aí ficaram duas lições: a melhor moeda para fazer os pagamentos é diretamente o peso, pois você não perde na conversão das lojas/postos. Leve o suficiente para pagar abastecimentos até chegar em Montevideo. Lá o cambio é mais vantajoso do que no Brasil.
Se você estiver com moeda estrangeira, como o dólar no meu caso (ou até mesmo o real), eles aceitam em todos lugares, mas somente notas praticamente novas. Notas riscadas, manchadas ou com um pequeno rasgo eles não aceitam! Sofremos com isso...
Já aproveito o embalo falando sobre pagamento e lembro que o Uruguai incentiva o turismo, então para pagar HOTEL E RESTAURANTE existe uma lei que tira o imposto automaticamente quando você paga com cartão de crédito. Vale a pena pagar no cartão, mesmo tendo que pagar o IOF depois, e não precisa nem pedir o desconto, se for hotel ou restaurante, é automático.

Enfim chegamos na cidade mais esperada (por mim pelo menos): Colonia del Sacramento.
Imagem
Imagem
Imagem
A cidade é fantástica! Pequena, charmosa, aconchegante e muito bonita para quem gosta de construções históricas. Sem contar na recepção fantástica que já temos na estrada chegando lá... vários kms com palmeniras plantadas na estrada dos dois lados, simplesmente magnífico. Parecia que eu estava chegando em Dubai kkkkk :lol:
Imagem
Assistimos um pôr do sol fantástico, comemos uma pizza muito boa e andamos pelo centro a noite.
Imagem
Imagem
Imagem
Essa cidade deve estar no roteiro de qualquer um que pretende ir ao Uruguai.
De lá inclusive saem os barcos que vão para Buenos Aires, na Argentina.

Seguimos viagem para Montevideo, a capital.
Imagem
Várias praças, muitas construções antigas, museus e atrações gratuitas. Uma voltinha ali pelo centro, na praia com o letreiro de Montevideo, Plaza Independencia, mercado do porto e mercado agrícola são imperdíveis na minha opinião. Visitamos também alguns museus, demos sorte e conseguimos entrar no estádio Centenário (sede da primeira copa do mundo!) e uma voltinha pela orla. Na capital ficamos 2 dias e deu pra aproveitar bem.
Imagem
Imagem
Imagem
Imagem
Imagem
Imagem
Quiseram nos "roubar" 80 reais para esticar a corrente da moto :lol:
Claro, paramos em um posto e em menos de 3 minutos fizemos o serviço com nossas próprias mãos.
Precisei esticar a minha 4 vezes durante toda a viagem (4mil km).
Imagem
Vale a pena, para quem não tem frescura, experimentar a famosa parrillada uruguaia e, para qualquer um, o famoso chivito.
Imagem
Imagem
Imagem
O pôr do sol na capital também tem o seu valor
Imagem

Na sequência fomos para Punta del Este, que é também muito bonita e onde fica a famosa escultura dos dedos na areia.
Imagem
A cidade lembra balneário Camboriú, para quem conhece.
Imagem
Prédios, restaurantes e tudo muito chique e caro (ao menos para o meu bolso). Uma garrafinha de 500ml de água mineral custava 12 reais para ter ideia.
Passamos também pela famosa ponte de La Barra no caminho.
Imagem
Fomos a Punta Ballena, passamos em frente à Casa Pueblo (mas não quisemos pagar para entrar).
Imagem
Aqui tivemos um leve susto com combustível, pois em Punta del Este, apesar de ser muito rica e tudo muito caro, não tinha combustível nos postos. Nossas motos estavam entrando na reserva e segundo o frentista os próximos postos estavam a 60km para frente ou voltando para La Barra (também 60km). Não tinha muito jeito, tivemos que arriscar seguir para La Rocha para ver se tinha combustível lá, e tinha. Mas as motos chegaram quase só no cheiro de gasolina no tanque :lol: hahaha
Como já citei, esse foi o dia que perdemos o cronograma e resolvemos dar apenas uma passada em Punta del Diablo (nem descemos das motos), tocamos para a Fortaleza de Santa Teresa (que valeu demais a visita). Lá tem uma praia, da para acampar e também tem o Forte, que é pago (não lembro o valor exato, mas era barato... cerca de 40 pesos por pessoa ou algo assim), e diariamente às 18h tem um tiro de canhão que é bacana de assistir haha
Imagem
Imagem
Imagem

De lá passamos na famosa estrada que é uma pista de aterrissagem de emergência (chegando perto do Chuí) e fomos ao nosso último "hotel" em uma cidade chamada La Coronilla.
No próximo dia já entramos novamente em território canarinho, porém na volta (pelo Chuí), as aduanas não são integradas. A Uruguaia para dar saída do país é simplesmente um contêiner e você até fica na dúvida se é ali mesmo. Alguns kms para frente você chega na do Brasil, muito maior e mais estruturada, mas segundo o policial federal que nos recebeu, não era necessário para brasileiros darem entrada no Brasil, apenas a saída do Uruguai era suficiente. Ficamos achando que estávamos em Nárnia, já que saímos do Uruguai e, em tese, não entramos no Brasil, mas ok hahahahaha :lol:
Imagem
Ali seria a hora de fazer declaração caso tivéssemos feito compras no Uruguai (existem free shops tanto em Rivera como no Chuí), mas como não compramos nada, não fizemos nada na aduana brasileira.
Dali em diante foi apenas volta para casa pelo litoral, em estradas boas e de pista dupla, o que não tivemos em nenhum momento da viagem praticamente até então.

Em resumo
País muito bonito, aparentemente seguro, muitas construções históricas, custo de vida mais caro que o nosso, combustível é uma facada, boas estradas, muitas retas e pouca infra estrutura para o viajante (nas estradas).
Fomos muito bem recebidos em todos os lugares, mesmo sem falar espanhol. Inclusive fizemos amigos motociclistas lá, que nos deram várias dicas.
As motos lá são em sua maioria 50cc, 100cc ou 150cc, 95% de marcas chinesas. Moto grande não vi praticamente nenhuma, apenas essa relíquia.
Imagem

Vale a pena a visita, sem dúvida.

Espero que o relato ajude e sirva de incentivo para os amigos colocarem suas motos mais vezes na estrada e cada vez mais longe =)
Grande abraço!
--------
Acompanhe minhas fotos e dicas no Instagram @casal650
Avatar do usuário
Nakatu
Forista Pleno
Progresso para o próximo rank:
51%
 
Mensagens: 304
Registrado em: 19 Jul 2016, 13:01
Localização: Curitiba
Enviou: 102 vez(es)
Recebeu: 180 vez(es)
Moto: G650 GS / Branca / BMW
Estado: PR
Cidade: Curitiba

Re: De Curitiba ao Uruguai

Mensagempor Henrikjeh » 14 Mar 2019, 18:50

Parabéns Nakatu, pela viagem, força de vontade e determinação, gostei dos lugares, dos pontos que vc parou do roteiro que vc fez num todo, unica coisa ruim foi o preço do combustível, pensa que o brasil é um dos combustíveis mais caro do mundo, o Uruguai chega ser pior rsrs.
Também planejo em fazer a minha ida pra la assim, td simples e mais em conta pois não tenho luxo de ficar em hoteis caros etc.

Abrçs Henrik
“Viajando de carro você vê a paisagem, de moto, você faz parte dela!”
Avatar do usuário
Henrikjeh
Forista Pleno
Progresso para o próximo rank:
5%
 
Mensagens: 120
Registrado em: 01 Out 2018, 01:31
Localização: Itapeva
Enviou: 65 vez(es)
Recebeu: 33 vez(es)
Moto: BMW F650GS
Estado: SP
Cidade: Itapeva

Re: De Curitiba ao Uruguai

Mensagempor Tato » 14 Mar 2019, 20:21

Massa, Nakatu. Pretendo ir ao Uruguai em breve. Seu roteiro aí já me ajuda a planejar melhor a viagem! :)
Tato
Forista Jr.
Progresso para o próximo rank:
9.1%
 
Mensagens: 10
Registrado em: 14 Fev 2019, 17:56
Localização: Curitiba
Enviou: 0 vez
Recebeu: 2 vez(es)
Moto: BMW G 650GS Sertão
Estado: PR
Cidade: Curitiba

Re: De Curitiba ao Uruguai

Mensagempor Nakatu » 15 Mar 2019, 08:53

Henrikjeh

Pois e, o combustível no Uruguai é um roubo. E o pior é que era muito comum (pelo menos em Montevideo) ter fila nos postos de combustível.
Quanto aos hotéis, eu acho que vai sim do gosto e bolso de cada um, mas só para você ter uma ideia... Apenas em Colonia del Sacramento e Montevideo que os hotéis passaram de 70 reais por pessoa. Não estou falando que é barato ou caro, mas na maioria dos lugares da para se hospedar bem pagando até R$130,00 por casal. Com os airbnb, por exemplo, nao passou de 25 reais por pessoa e os lugares eram bem bons (não tem café da manhã, mas não fazíamos questão, pois preferiamos aordar cedo, rodar pelo menos uns 100km e aí parar para o café na estrada).



Tato
Que ótimo!! Se tiver qualquer dúvida ou quiser bater papo sobre o assunto, chama lá no instagram, que já passei na sua apresentação =) (aqui nem sempre eu vejo as msgs, algumas acabam ficando para trás haha)


@casal650
--------
Acompanhe minhas fotos e dicas no Instagram @casal650
Avatar do usuário
Nakatu
Forista Pleno
Progresso para o próximo rank:
51%
 
Mensagens: 304
Registrado em: 19 Jul 2016, 13:01
Localização: Curitiba
Enviou: 102 vez(es)
Recebeu: 180 vez(es)
Moto: G650 GS / Branca / BMW
Estado: PR
Cidade: Curitiba

Re: De Curitiba ao Uruguai

Mensagempor Henrikjeh » 16 Mar 2019, 01:45

Nakatu escreveu:Henrikjeh

Pois e, o combustível no Uruguai é um roubo. E o pior é que era muito comum (pelo menos em Montevideo) ter fila nos postos de combustível.
Quanto aos hotéis, eu acho que vai sim do gosto e bolso de cada um, mas só para você ter uma ideia... Apenas em Colonia del Sacramento e Montevideo que os hotéis passaram de 70 reais por pessoa. Não estou falando que é barato ou caro, mas na maioria dos lugares da para se hospedar bem pagando até R$130,00 por casal. Com os airbnb, por exemplo, não passou de 25 reais por pessoa e os lugares eram bem bons (não tem café da manhã, mas não fazíamos questão, pois preferíamos acordar cedo, rodar pelo menos uns 100km e aí parar para o café na estrada).




Tato
Que ótimo!! Se tiver qualquer dúvida ou quiser bater papo sobre o assunto, chama lá no instagram, que já passei na sua apresentação =) (aqui nem sempre eu vejo as msgs, algumas acabam ficando para trás haha)


@casal650


Legal, esse seu relato foi bem explicado, essas dicas foram preciosas pra mim, na minha ida pra la, vou fazer semelhante a sua, obrigado Nakatu, so não sigo vc no instagram pq ñ temos redes sociais a ñ ser so o zap mesmo.
“Viajando de carro você vê a paisagem, de moto, você faz parte dela!”
Avatar do usuário
Henrikjeh
Forista Pleno
Progresso para o próximo rank:
5%
 
Mensagens: 120
Registrado em: 01 Out 2018, 01:31
Localização: Itapeva
Enviou: 65 vez(es)
Recebeu: 33 vez(es)
Moto: BMW F650GS
Estado: SP
Cidade: Itapeva

Re: De Curitiba ao Uruguai

Mensagempor Resmungão » 16 Mar 2019, 14:50

Muito legal Nakatu :D
Belas fotos e muito bom o relato. Tenho sentido falta ultimamente nos fóruns de relatos de viagens. É um prazer para a gente ler e serve como fonte de pesquisa futura. Obrigado por postar.

Grande abraço.
Avatar do usuário
Resmungão
Forista Master
Progresso para o próximo rank:
60.1%
 
Mensagens: 2401
Registrado em: 12 Mai 2012, 16:41
Localização: Curitiba - PR
Enviou: 1913 vez(es)
Recebeu: 2403 vez(es)
Moto: TIGER 800XC 13/14 e XRE300 17
Estado: PR
Cidade: Curitiba

Re: De Curitiba ao Uruguai

Mensagempor Adauto Lopes » 18 Mar 2019, 01:28

Parabéns Nakatu, pela viagem, pelos relatos e dicas.
Obrigado por compartilhar.
Este país é muito interessante, cheio de atrativos e uma tentação, apesar do custo médio um pouco maior que os vizinhos.

Enviado de meu ASUS_Z01RD usando o Tapatalk
Adauto Lopes

CG125 1982, CG125 1984, CG125 1985, XL250 1983 (1 branca, 1 vermelha, 1 azul), XLX350 1987, XLX 350 1989, XLX350 1990, NX350 SAHARA 1991, LANDER 2007, G650GS 2011, R1200GS 2007, TENERÉ 250 2011.
Avatar do usuário
Adauto Lopes
Moderador
 
Mensagens: 7267
Registrado em: 05 Dez 2011, 14:52
Localização: São Caetano do Sul, SP
Enviou: 7039 vez(es)
Recebeu: 5049 vez(es)
Moto: Teneré 250
Estado: SP
Cidade: Sao Caetano do Sul

Re: De Curitiba ao Uruguai

Mensagempor Maxbmw » 19 Mar 2019, 07:31

Pretendo fazer um dia, quem sabe até o final do ano.
Parabéns!
Forte Abraço

Max



KTM XCF W 250 12 - TIGER 1200 13 - XRE 300 14



Lambretta 150 58, AG 100 73, RD 50 77, RS 125 78, HD 125 78, RX 125 79, RD 350 LC 88, Dt 180 82, DT 180 N 86, XR 250 02, WR 250 F 04 CRFX 250 07, G650GS 2011 e XTZ 250 07
Avatar do usuário
Maxbmw
Moderador
 
Mensagens: 8656
Registrado em: 20 Out 2011, 18:14
Localização: Teresópolis-RJ
Enviou: 3851 vez(es)
Recebeu: 2915 vez(es)
Moto: Triumph Tiger 1200 Explorer Phantomblack
Estado: RJ
Cidade: Teresopolis

De Curitiba ao Uruguai !!!

Mensagempor Matsuo » 19 Mar 2019, 21:46

Show o relato amigo Nakatu e parabéns pela excelente viagem !!! ;)

Sobre o problema do combustível, foi o principal motivo da troca da G650GS, o tanque pequeno !!!

Já tive a oportunidade de ir à Colonia Del Sacramento e vale muito a pena !!! ;)

Grande abraço,

Matsuo

VIAGEM DE MOTO CURA !!!

MATSUO


Imagem


WILD BIKER
Avatar do usuário
Matsuo
Site Admin
 
Mensagens: 13406
Registrado em: 21 Out 2011, 20:00
Localização: São Paulo - Zona Leste
Enviou: 12512 vez(es)
Recebeu: 8295 vez(es)
Moto: LAILA e TINA !!!
Estado: SP
Cidade: Sao Paulo

Re: De Curitiba ao Uruguai !!!

Mensagempor Nakatu » 21 Mar 2019, 10:14

Matsuo escreveu: Show o relato amigo Nakatu e parabéns pela excelente viagem !!! ;)

Sobre o problema do combustível, foi o principal motivo da troca da G650GS, o tanque pequeno !!!

Já tive a oportunidade de ir à Colonia Del Sacramento e vale muito a pena !!! ;)

Grande abraço,

Matsuo



Obrigado!

Pois é... o tanque é pequeno mas a moto é relativamente econômica. Confesso que para essas viagens um pouco maiores o tanque maior faz falta, mas não foi exatamente um problema, apenas um susto haha. Acho que um galão de combustível resolvia o problema. Não me vejo trocando de moto tão cedo porque uso a minha no dia a dia, e uma adventure para o transito começa a perder agilidade.
Adoro a agilidade da 650 no transito... para meu uso ainda gosto bastante do custo beneficio dela.
Mas realmente, a mão chega a coçar para trocar quando temos essas viagens em mente haha

E Colônia vale muito a pena sim.
Foi você que me adicionou né? haha
Legal ter um contato com o pessoal fora do fórum =)

Abraço!
--------
Acompanhe minhas fotos e dicas no Instagram @casal650
Avatar do usuário
Nakatu
Forista Pleno
Progresso para o próximo rank:
51%
 
Mensagens: 304
Registrado em: 19 Jul 2016, 13:01
Localização: Curitiba
Enviou: 102 vez(es)
Recebeu: 180 vez(es)
Moto: G650 GS / Branca / BMW
Estado: PR
Cidade: Curitiba


Voltar para Realizadas

Quem está online

Usuários navegando neste fórum: Nenhum usuário registrado e 11 visitantes