Vazamento na Bomba Dágua

Re: Vazamento na Bomba Dágua

Mensagempor demarquesribeiro » 22 Jan 2018, 15:20

mamm escreveu:Pessoal, eu iria abrir um tópico para isto mas eis que econtrei este aqui.

Este é um problema recorrente nos monos 650 da BM, problema que existe desde que o motor era Rotax. Eu comprei a G 2012 sabendo disto, mas com a esperança de não ser um dos premiados. Bem, eis que com 3.000Km fui sorteado.

Estendendo a explicação do Petrel, eis um diagrama da bomba d'água das nossas G (pagina 17.7 do manual de serviços):
Imagem

A engrenagem 12 trabalha banhada pelo óleo do motor e, no outro extremo, temos a turbina que impulsiona o líquido de arrefecimento (peça 4) - a popular "bomba d'água". Obviamente, a turbina trabalha imersa no líquido de arrefecimento. A engrenagem e a turbina estão ligadas por um eixo (peça 6). Observem que a única coisa que impede que o óleo entre em contato com o líquido de arrefecimento são os retentores 10 e 8 - o 10 "segura" o óleo e o 8 "segura" o líquido de arrefecimento. Entre os dois, existe um respiro, que é este furinho na parte inferior esquerda do motor:
Imagem

Qualquer coisa que passa por um dos dois retentores (óleo ou líquido de arrefecimento) acaba sendo expelida por este respiro - na foto acima, está vazando óleo (assim como na minha G). Ou seja, se estiver pingando algo ali um dos 2 retentores abriu o bico. Se saísse tudo por ali o problema não seria sério, era só ficar de olho no nível de óleo e/ou líquido de arrefecimento e completar conforme necessário. O problema é que, quando os dois retentores abrem o bico juntos, ÓLEO E LÍQUIDO DE ARREFECIMENTO ENTRAM EM CONTATO.

Portanto, fiquem de olho nas suas meninas. O primeiro sintoma é o que aconteceu comigo há uma semana (e está acontecendo com o povo que postou acima): óleo e/ou líquido de arrefecimento saindo pelo respiro. Ao perceber isto, abri a tampa de verificação do óleo e encontrei o segundo sintoma: um creme parecido com maionese grudado na parte inferior da tampa. Além disto, a vareta apresenta umas estrias brancas deste mesmo creme misturadas com o óleo. Este creme confirma a presença de água no óleo (a "maionese" aparece devido ao efeito "liquidificador" das duas bombas de óleo presentes no motor). A existência de água no óleo, obviamente, é uma coisa ruim, pois prejudica as características lubrificantes e refrigerantes do óleo.

Este problema é bastante comum (virou até uma FAQ no f650.com: ). O consenso é que ele é causado por uma engenharia porca da Rotax (fabricante original do motor): o eixo 6 trabalha solto, apoiado no retentor 10, e retentor não é feito para apoiar nada. Com o tempo, o eixo vai "comendo" o retentor, provocando sua falha (e o consequente vazamento de óleo). Deveria haver um rolamento apoiando o eixo do lado da engrenagem 12, de maneira que o retentor fizesse somente o que ele foi fabricado para fazer: evitar que o óleo passe por ele.

O incrível são "os alemón" fingirem que não vêem o problema. Este problema ocorre desde que este motor foi lançado há mais de 10 anos, na Funduro. Conforme a FAQ que linkei acima, "This is going to be a common problem for all F650 owners at some stage". No meu caso, ocorreu aos 3.000Km. Neste exato momento os retentores estão sendo trocados em garantia, mas quanto durarão os retentores novos? É uma incógnita. Enquanto estiver na garantia tudo bem, estaciono na concessionária e saio de retentores novos, mas e depois?

Eu sou o primeiro a elogiar a G quando ela merece, mas não podemos fechar o olho para seus problemas, certo? É uma baita motoquinha, mas esta teimosia da BM em não arrumar na origem (na fábrica) um problema conhecido é frustrante. Frustração semelhante à que acontece com a bateria.


Bom dia!
Primeiro post no grupo. Me chamo Demarques, moro em Petrópolis/RJ e peguei minha primeira moto agora em dezembro/2017. Foi uma G650GS 2012, 26.000 km.
Como tenho alguma habilidade com mecânica (reformei dois jipes...) optei por pegar uma moto que precisava realizar a manutenção preventiva, pois queria conhecê-la melhor. Já consegui o manual de serviço dela e fiz o básico: oléo, filtros (ar, óleo, combustível), relação secundária e arrefecimento. Tudo muito simples.

Reparei que a minha tinha uma pequena marca de óleo como relatado pelo amigo acima. Como na troca de óleo não havia sinais de mistura e está com marca somente de óleo, acredito que o retentor mais interno foi que abriu o bico.

Na minha cidade não achei as medidas originais, somente o 10x26x3 mm. O vendedor (me pareceu ter bom conhecimento técnico), sugeriu que duas barreiras de vedação funcionariam melhor e descartou qualquer chance de o retentor "sambar" na casa.

Vou fazer o teste com 2 retentores de 3 mm para cada um original da nossa moto. Ou seja, um total de 4.

Farei hoje o serviço e mando fotos. Se alguém achar que é loucura, por favor me chamem no ZAP!!! :? (24) 98819-0150

Abraços!! Excelente fórum!!!
demarquesribeiro
Forista Jr.
Progresso para o próximo rank:
9.1%
 
Mensagens: 10
Registrado em: 01 Jan 2018, 17:50
Localização: Petrópolis
Enviou: 0 vez
Recebeu: 1 vez
Moto: G650GS
Estado: RJ
Cidade: PETROPOLIS

Re: Vazamento na Bomba Dágua

Mensagempor luiz baum » 22 Jan 2018, 19:53

Um detalhe relevante nesta questão do retentor do lado da água é o material.
A recomendação é usar retentor de Viton pela sua melhor resistência ao calor.

Luiz Baum
Avatar do usuário
luiz baum
Forista Pleno
Progresso para o próximo rank:
61.3%
 
Mensagens: 345
Registrado em: 20 Jan 2017, 23:54
Localização: Sao Pedro
Enviou: 30 vez(es)
Recebeu: 119 vez(es)
Moto: GS650 2010 Prata
Estado: SP
Cidade: Sao Pedro

Re: Vazamento na Bomba Dágua

Mensagempor demarquesribeiro » 23 Jan 2018, 21:14

demarquesribeiro escreveu:
mamm escreveu:Pessoal, eu iria abrir um tópico para isto mas eis que econtrei este aqui.

Este é um problema recorrente nos monos 650 da BM, problema que existe desde que o motor era Rotax. Eu comprei a G 2012 sabendo disto, mas com a esperança de não ser um dos premiados. Bem, eis que com 3.000Km fui sorteado.

Estendendo a explicação do Petrel, eis um diagrama da bomba d'água das nossas G (pagina 17.7 do manual de serviços):
Imagem

A engrenagem 12 trabalha banhada pelo óleo do motor e, no outro extremo, temos a turbina que impulsiona o líquido de arrefecimento (peça 4) - a popular "bomba d'água". Obviamente, a turbina trabalha imersa no líquido de arrefecimento. A engrenagem e a turbina estão ligadas por um eixo (peça 6). Observem que a única coisa que impede que o óleo entre em contato com o líquido de arrefecimento são os retentores 10 e 8 - o 10 "segura" o óleo e o 8 "segura" o líquido de arrefecimento. Entre os dois, existe um respiro, que é este furinho na parte inferior esquerda do motor:
Imagem

Qualquer coisa que passa por um dos dois retentores (óleo ou líquido de arrefecimento) acaba sendo expelida por este respiro - na foto acima, está vazando óleo (assim como na minha G). Ou seja, se estiver pingando algo ali um dos 2 retentores abriu o bico. Se saísse tudo por ali o problema não seria sério, era só ficar de olho no nível de óleo e/ou líquido de arrefecimento e completar conforme necessário. O problema é que, quando os dois retentores abrem o bico juntos, ÓLEO E LÍQUIDO DE ARREFECIMENTO ENTRAM EM CONTATO.

Portanto, fiquem de olho nas suas meninas. O primeiro sintoma é o que aconteceu comigo há uma semana (e está acontecendo com o povo que postou acima): óleo e/ou líquido de arrefecimento saindo pelo respiro. Ao perceber isto, abri a tampa de verificação do óleo e encontrei o segundo sintoma: um creme parecido com maionese grudado na parte inferior da tampa. Além disto, a vareta apresenta umas estrias brancas deste mesmo creme misturadas com o óleo. Este creme confirma a presença de água no óleo (a "maionese" aparece devido ao efeito "liquidificador" das duas bombas de óleo presentes no motor). A existência de água no óleo, obviamente, é uma coisa ruim, pois prejudica as características lubrificantes e refrigerantes do óleo.

Este problema é bastante comum (virou até uma FAQ no f650.com: ). O consenso é que ele é causado por uma engenharia porca da Rotax (fabricante original do motor): o eixo 6 trabalha solto, apoiado no retentor 10, e retentor não é feito para apoiar nada. Com o tempo, o eixo vai "comendo" o retentor, provocando sua falha (e o consequente vazamento de óleo). Deveria haver um rolamento apoiando o eixo do lado da engrenagem 12, de maneira que o retentor fizesse somente o que ele foi fabricado para fazer: evitar que o óleo passe por ele.

O incrível são "os alemón" fingirem que não vêem o problema. Este problema ocorre desde que este motor foi lançado há mais de 10 anos, na Funduro. Conforme a FAQ que linkei acima, "This is going to be a common problem for all F650 owners at some stage". No meu caso, ocorreu aos 3.000Km. Neste exato momento os retentores estão sendo trocados em garantia, mas quanto durarão os retentores novos? É uma incógnita. Enquanto estiver na garantia tudo bem, estaciono na concessionária e saio de retentores novos, mas e depois?

Eu sou o primeiro a elogiar a G quando ela merece, mas não podemos fechar o olho para seus problemas, certo? É uma baita motoquinha, mas esta teimosia da BM em não arrumar na origem (na fábrica) um problema conhecido é frustrante. Frustração semelhante à que acontece com a bateria.


Bom dia!
Primeiro post no grupo. Me chamo Demarques, moro em Petrópolis/RJ e peguei minha primeira moto agora em dezembro/2017. Foi uma G650GS 2012, 26.000 km.
Como tenho alguma habilidade com mecânica (reformei dois jipes...) optei por pegar uma moto que precisava realizar a manutenção preventiva, pois queria conhecê-la melhor. Já consegui o manual de serviço dela e fiz o básico: oléo, filtros (ar, óleo, combustível), relação secundária e arrefecimento. Tudo muito simples.

Reparei que a minha tinha uma pequena marca de óleo como relatado pelo amigo acima. Como na troca de óleo não havia sinais de mistura e está com marca somente de óleo, acredito que o retentor mais interno foi que abriu o bico.

Na minha cidade não achei as medidas originais, somente o 10x26x3 mm. O vendedor (me pareceu ter bom conhecimento técnico), sugeriu que duas barreiras de vedação funcionariam melhor e descartou qualquer chance de o retentor "sambar" na casa.

Vou fazer o teste com 2 retentores de 3 mm para cada um original da nossa moto. Ou seja, um total de 4.

Farei hoje o serviço e mando fotos. Se alguém achar que é loucura, por favor me chamem no ZAP!!! :? (24) 98819-0150

Abraços!! Excelente fórum!!!


Boa noite! Rodei 300km hoje com os retentores de 3mm. Tudo certo por enquanto!
demarquesribeiro
Forista Jr.
Progresso para o próximo rank:
9.1%
 
Mensagens: 10
Registrado em: 01 Jan 2018, 17:50
Localização: Petrópolis
Enviou: 0 vez
Recebeu: 1 vez
Moto: G650GS
Estado: RJ
Cidade: PETROPOLIS

Re: Vazamento na Bomba Dágua

Mensagempor Vanderci » 01 Mar 2018, 19:34

mamm escreveu:Pessoal, eu iria abrir um tópico para isto mas eis que econtrei este aqui.

Este é um problema recorrente nos monos 650 da BM, problema que existe desde que o motor era Rotax. Eu comprei a G 2012 sabendo disto, mas com a esperança de não ser um dos premiados. Bem, eis que com 3.000Km fui sorteado.

Estendendo a explicação do Petrel, eis um diagrama da bomba d'água das nossas G (pagina 17.7 do manual de serviços):
Imagem

A engrenagem 12 trabalha banhada pelo óleo do motor e, no outro extremo, temos a turbina que impulsiona o líquido de arrefecimento (peça 4) - a popular "bomba d'água". Obviamente, a turbina trabalha imersa no líquido de arrefecimento. A engrenagem e a turbina estão ligadas por um eixo (peça 6). Observem que a única coisa que impede que o óleo entre em contato com o líquido de arrefecimento são os retentores 10 e 8 - o 10 "segura" o óleo e o 8 "segura" o líquido de arrefecimento. Entre os dois, existe um respiro, que é este furinho na parte inferior esquerda do motor:
Imagem

Qualquer coisa que passa por um dos dois retentores (óleo ou líquido de arrefecimento) acaba sendo expelida por este respiro - na foto acima, está vazando óleo (assim como na minha G). Ou seja, se estiver pingando algo ali um dos 2 retentores abriu o bico. Se saísse tudo por ali o problema não seria sério, era só ficar de olho no nível de óleo e/ou líquido de arrefecimento e completar conforme necessário. O problema é que, quando os dois retentores abrem o bico juntos, ÓLEO E LÍQUIDO DE ARREFECIMENTO ENTRAM EM CONTATO.

Portanto, fiquem de olho nas suas meninas. O primeiro sintoma é o que aconteceu comigo há uma semana (e está acontecendo com o povo que postou acima): óleo e/ou líquido de arrefecimento saindo pelo respiro. Ao perceber isto, abri a tampa de verificação do óleo e encontrei o segundo sintoma: um creme parecido com maionese grudado na parte inferior da tampa. Além disto, a vareta apresenta umas estrias brancas deste mesmo creme misturadas com o óleo. Este creme confirma a presença de água no óleo (a "maionese" aparece devido ao efeito "liquidificador" das duas bombas de óleo presentes no motor). A existência de água no óleo, obviamente, é uma coisa ruim, pois prejudica as características lubrificantes e refrigerantes do óleo.

Este problema é bastante comum (virou até uma FAQ no f650.com: ). O consenso é que ele é causado por uma engenharia porca da Rotax (fabricante original do motor): o eixo 6 trabalha solto, apoiado no retentor 10, e retentor não é feito para apoiar nada. Com o tempo, o eixo vai "comendo" o retentor, provocando sua falha (e o consequente vazamento de óleo). Deveria haver um rolamento apoiando o eixo do lado da engrenagem 12, de maneira que o retentor fizesse somente o que ele foi fabricado para fazer: evitar que o óleo passe por ele.

O incrível são "os alemón" fingirem que não vêem o problema. Este problema ocorre desde que este motor foi lançado há mais de 10 anos, na Funduro. Conforme a FAQ que linkei acima, "This is going to be a common problem for all F650 owners at some stage". No meu caso, ocorreu aos 3.000Km. Neste exato momento os retentores estão sendo trocados em garantia, mas quanto durarão os retentores novos? É uma incógnita. Enquanto estiver na garantia tudo bem, estaciono na concessionária e saio de retentores novos, mas e depois?

Eu sou o primeiro a elogiar a G quando ela merece, mas não podemos fechar o olho para seus problemas, certo? É uma baita motoquinha, mas esta teimosia da BM em não arrumar na origem (na fábrica) um problema conhecido é frustrante. Frustração semelhante à que acontece com a bateria.


Sibixo sabe muito mesmo! :D
Avatar do usuário
Vanderci
Forista Jr.
Progresso para o próximo rank:
13.1%
 
Mensagens: 14
Registrado em: 17 Fev 2018, 18:54
Localização: João Pessoa Pb
Enviou: 6 vez(es)
Recebeu: 2 vez(es)
Moto: Gs650 2013
Estado: PB
Cidade: Joao Pessoa

Re: Vazamento na Bomba Dágua

Mensagempor Vanderci » 01 Mar 2018, 20:23

É possível comprar o retentor de líquido de arrefecimento em lojas especializadas somente com as medidas originais?
Avatar do usuário
Vanderci
Forista Jr.
Progresso para o próximo rank:
13.1%
 
Mensagens: 14
Registrado em: 17 Fev 2018, 18:54
Localização: João Pessoa Pb
Enviou: 6 vez(es)
Recebeu: 2 vez(es)
Moto: Gs650 2013
Estado: PB
Cidade: Joao Pessoa

Re: Vazamento na Bomba Dágua

Mensagempor demarquesribeiro » 14 Abr 2018, 19:50

Vanderci escreveu:É possível comprar o retentor de líquido de arrefecimento em lojas especializadas somente com as medidas originais?


Consegui em uma loja de rolamentos.

Em tempo, não recomendo apenas a substituição dos retentores. Troquei os meus (método mais rápido, sem desmontar a tampa lateral) e voltou a vazar. Contudo, já havia dito que usei retentores com outras dimensões.

Um torneiro mecânico me cobrou R$50 para fazer o eixo. Tem algum material específico ou um aço de boa qualidade atende?

Abs
demarquesribeiro
Forista Jr.
Progresso para o próximo rank:
9.1%
 
Mensagens: 10
Registrado em: 01 Jan 2018, 17:50
Localização: Petrópolis
Enviou: 0 vez
Recebeu: 1 vez
Moto: G650GS
Estado: RJ
Cidade: PETROPOLIS

Re: Vazamento na Bomba Dágua

Mensagempor Costa GS » 30 Jun 2018, 11:02

Bom dia. quinta foi a minha vez de ser contemplado. Senti a moto estranha, aquecendo, ventoinha ligada direto. verifiquei o liq de arrefecimento e estava baixo, mas não era pra influenciar o funcionamento assim, ai desconfiei da válvula termostática e resolvi tirar p dar uma olhada. nesse processo estava tão ressecada que acabou quebrando, ai substitui pela do wv at 1.0 - segundo a dica dos amigos ai. ai troquei a peça, lavei o sistema, substitui o fluido. funcionou que foi uma beleza, acionou na hora certinha, tudo lindo- "só que não". como havia funcionado até o primeiro acionamento da ventoinha, vou dar uma verificada no óleo ne, custa nada! Abri a tampa e pra minha surpresa estava lá aquela maldita maionese Alemã. Óleo branco, resultado da mistura do liquido de arrefecimento com o óleo do motor. Por sorte abri o reservatório de óleo, se não tivesse aberto com certeza teria batido o motor, pois com a troca do fluido e tudo mais a moto funcionou "normal".
Passado o susto vim pesquisar aqui no fórum como essa água foi parar dentro do motor.. e vi o post de nosso amigo "Mann" muito bom por sinal. vlw. Agora gostaria de saber dos mais experientes, se sabem de outro caso em que a água possa ter entrado por outro lugar, junta do cabeçote por ex?
Se alguém ai souber das medidas dos retentores e seu código, me ajudaria muito. :D

Vlw galera.
Costa GS
Novato
 
Mensagens: 2
Registrado em: 29 Jun 2018, 13:58
Localização: Brasília
Enviou: 0 vez
Recebeu: 0 vez
Moto: GS 650 - sertão
Estado: DF
Cidade: brasilia

Anterior

Voltar para Sistema de refrigeração

Quem está online

Usuários navegando neste fórum: Nenhum usuário registrado e 7 visitantes